Nossa Senhora de Guadalupe

Festas religiosas em Honra de Nossa Senhora de Guadalupe em Redouça
 
Em Portugal, no alto de um monte, onde vivem 8 famílias, construiu-se há um ano uma capela-santuário dedicada a Nossa Senhora de Guadalupe. Dia 25 de Maio, a Virgem que apareceu a um azteca no México, no século XVI, foi oficialmente coroada padroeira da capela-santuário de Redouça.
 
A devoção à Virgem “mexicana” foi trazida para Portugal pelo Pe. Vitor Espadilha, pároco de Talhadas, que com ela tomou contacto, primeiramente em Espanha, onde estudou e onde conheceu alguns sacerdotes mexicanos.

Querendo trazer a devoção e a mensagem da Virgem de Guadalupe para o nosso país, o Pe. Vítor Espadilha falou primeiro com as 8 famílias que vivem em Redouça. As famílias aceitaram ter por companheira a Virgem, após conhecerem e meditarem sobre o quadro onde a simbologia da sua mensagem está gravada. Trata-se da reprodução da imagem que apareceu estampada no avental do indígena Juan Diego, recentemente beatificado por João Paulo II.
Conta a história que a imagem apareceu após o azteca ter levado rosas ao Bispo da região, como lhe mandara a Virgem numa segunda aparição, para que o prelado acreditasse na veracidade da aparição e do pedido de Nossa Senhora para que ali fosse construído um templo a si dedicado.
Alguns dos elementos dessa imagem, repleta de símbolos, são uma Virgem, grávida, vestida como um princesa azteca e envolta em raios de sol. Durante dois anos o quadro da imagem percorreu as 8 famílias que habitam em Redouça. Durante um mês ficava numa casa e àquela casa ía com frequência o Pe. Vítor Espadilha, meditar e reflectir sobre a mensagem nele contida.
A mensagem de universalismo e de missão de Guadalupe, ganhou vida em Portugal no cimo do monte, na forma de uma tenda de campismo, feita de pedra, mas com o realismo de simular estar até amarrada à terra. “A capela surgiu – explicou o Pe. Vítor Espadilha, à Agência ECCLESIA – desmontando toda a simbologia contida naquele quadro. Todos os elementos arquitectónicos, decorativos, interiores e exteriores estão, de facto, presentes naquela imagem” que apareceu estampada no avental do indígena.O interior é marcado pelas 3 grandes religiões monoteístas, no exterior as referências vão para as religiões politeístas, “mas todas ali estão presentes numa orientação cristológica” assegurou.
A capela-santuário “é um elemento que a Câmara Municipal tem explorado e bem a nível cultural”, referiu o Pe. Vitor Espadilha, e “grande número de peregrinações que ali vão têm um teor mais cultural, sociológico e até antropológico. O que não deixa de ser positivo pois a mensagem de tolerância religiosa e de universalismo acaba por contactar com muitos”, salientou.
Esta Capela-Santuário de Redouça é o único templo em Portugal dedicado a Nossa Senhora de Guadalupe.
 
(FONTE: http://www.paroquias.org/noticias.php?n=2108)

Serviços

rand,3,0

Solicitamos a todas as pessoas que tenham recibos de água por liquidar que o façam o mais breve quanto possível.